• Yogananda SRF-FSA

A Yoga de Jesus

Atualizado: 26 de Dez de 2019


“E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior; nem dirão: Ei-lo aqui, ou, Ei-lo ali, porque eis que o reino de Deus está dentro de vós” (Lucas 17:20-21).”

Jesus dirige-se ao homem, o perene aspirante à felicidade permanente e à liberação do todo sofrimento: “O reino de Deus – da Consciência Cósmica eterna, imutável e sempre bem-aventurada – está dentro de vós. Contemplai vossa alma como reflexo do Espírito imortal e descobrirei vosso Eu abrangendo o império infinito do amor de Deus, de Sua sabedoria e bem aventurança, presentes em cada partícula da criação vibratória, e no Absoluto Transcendente isento de vibrações.”


Muitas pessoas pensam no céu como um local físico, um ponto no espaço, bem acima da atmosfera e para além das estrelas. Outras interpretam as afirmações de Jesus acerca da vindo do reino de Deus como referentes ao advento de um messias que viria estabelecer e governar um reinado divino sobre a Terra. Na verdade, o reino de Deus e o reino dos céus consistem, respectivamente, na imensidão transcendente da Consciência Cósmica e nos reinos celestiais causal e astral da criação vibratória, que são consideravelmente mais sutis e mais harmonizados com a vontade de Deus do que as vibrações físicas agrupadas como planetas, ar e ambiente terreno.


Assim, o reino de Deus não está separado do reino da matéria, mas está tanto dentro dele - permeando-o sutilmente como sua origem e sustentáculo – quanto além dele, existindo nas infinitas mansões do Pai para além do circunscrito cosmos físico.


É por isso que Jesus disse que é inútil procurar o céu com a consciência concentrada em vibrações materiais – identificada com sensações do corpo, prazeres e confortos terrenos. No reino da matéria e da consciência corporal o homem encontra doenças, bem como sofrimentos físicos e mentais; mas, ao voltar-se para o reino interior, descobre o Consolador, o Espírito Santo ou a Vibração Cósmica de Om, manifestando-se nos centros cerebrospinais sutis de consciência espiritual.


Toda alma limitada ao corpo pode descobrir o reino de Deus se mergulhar interiormente na meditação a fim de transcender a consciência humana e alcançar os estados sucessivamente mais elevados de superconsciência, Consciência Crística e Consciência Cósmica. Aqueles que meditam profundamente, concentrando-se com intensidade no estado de silêncio ou neutralização dos pensamentos, retiram sua mente dos objetos materiais de visão, audição, olfato, paladar e tato – de todas as sensações corporais e da perturbadora inquietude mental. Nesse estado de quietude interior focalizada, descobrem um inefável sentimento de paz. A paz é o primeiro vislumbre do reino interior de Deus.


Por meio da prática das sagradas técnicas iogues de interiorização, recebidas durante a iniciação conferida por um verdadeiro guru, pode-se encontrar esse reino pelo despertar dos centros astrais e causais de força vital e consciência, na coluna vertebral e no cérebro, que são a entrada para as regiões celestiais da consciência transcendente. Quem alcança tal despertar conhece o Deus onipresente – tanto em Sua Natureza Infinita quando na pureza de sua própria alma, e até mesmo sob o manto ilusório das formas e forças materiais mutáveis.



A felicidade está tão próxima quanto nosso próprio Eu. Não é nem mesmo uma questão de alcançá-la, mas apenas de erguer o véu da ignorância que encobre a alma.

O que é meditação?


Meditação é a ciência que ensina a reunir a alma com o Espírito Infinito ou Deus. Se você medita com regularidade e profundidade, despertará a sua alma, isto é, a consciência divina imortal e bem-aventurada que está no mais íntimo do seu ser.


A meditação iogue é o meio, já testado pelo tempo, de revelar o potencial infinito da alma. Não é um vago processo mental de pensamentos ou considerações filosóficas. É o meio direto de retirar a atenção das distrações da vida e silenciar os pensamentos inquietos e turbulentos que nos impedem de conhecer nosso verdadeiro Eu: a maravilhosa essência divina que realmente somos. Com a disciplina da meditação aprendemos a nos interiorizar e descobrimos nosso centro de inquebrantável paz e bem-aventurança.


Quais são os benefícios da meditação?


Os benefícios da meditação são múltiplos. Quando se medita regularmente, transformações sutis acontecem no corpo, na mente e no núcleo da consciência. Alguns benefícios são logo sentidos; outros se revelam gradualmente e levam algum tempo.


Um dos primeiros frutos da meditação é a paz interior. Junto com ela, do mais profundo do ser, chegam maior clareza, compreensão e orientação.


A meditação traz objetividade e conhecimento intuitivo para lidar com os problemas da vida cotidiana. Ela melhora a capacidade de concentração e também a eficiência e a atitude em relação ao trabalho.


Proporciona maior harmonia e bem-estar nos relacionamentos e na vida familiar, pois desperta a capacidade de dar e receber amor incondicional.


Harmoniza a força vital no corpo: elimina o estresse prejudicial e estimula a saúde e a vitalidade.


E o mais importante: ajuda a própria consciência a estar em harmonia com Deus, o que dá segurança e felicidade inquebrantáveis em meio a todas as circunstâncias da vida.


Esses resultados são obtidos com sinceridade e com a firme vontade de continuar o esforço até alcançar o principal objetivo da vida: a bem-aventurança eternamente nova e a união com Deus pela Autorrealização.


O caminho da Kriya Yoga


Por meio da ciência definida da meditação, conhecida há milênios pelos iogues e sábios da Índia – e por Jesus também –, qualquer um que busque Deus pode alargar o calibre de sua consciência até à onisciência, para receber dentro de si a Inteligência Universal de Deus."

A maioria das pessoas se acostumou a buscar realização nas coisas exteriores. Vivemos num mundo que nos condiciona a acreditar que as coisas externas nos darão o que queremos. Mas o tempo sempre mostra que não há nada lá fora que consiga preencher por completo nosso profundo anseio daquele “algo mais”. Mesmo assim, em geral fazemos um esforço enorme para chegar a alguma coisa que sempre parece estar além de nosso alcance. Ficamos envolvidos no fazer e não no ser; nos envolvemos na ação e não em estar conscientes. Temos dificuldade em imaginar um estado absoluto de calma e repouso em que pensamentos e sentimentos cessam seu moto-perpétuo de dança. Mas é exatamente nesse estado de quietude que alcançamos um nível de alegria e entendimento que não é possível de outro modo.


Na Bíblia está escrito: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus”. Nestas poucas palavras está a chave da ciência da Yoga. A Yoga é uma antiga ciência espiritual que proporciona meios diretos para acalmar a turbulência natural dos pensamentos e a agitação do corpo, que é o que nos impede de conhecer nossa verdadeira essência.


Em geral a consciência e as energias da pessoa são direcionadas para o exterior e para as coisas mundanas percebidas com os limitados instrumentos dos cinco sentidos. O raciocínio humano se apoia nos dados dos sentidos físicos, que são parciais e muitas vezes enganadores. Precisamos aprender a canalizar os níveis mais profundos e sutis da consciência se quisermos resolver os enigmas da vida: Quem sou eu? Por que estou aqui? Como perceber a verdade?


A Yoga é um processo simples que reverte o fluxo da consciência e da energia – que em geral se exteriorizam – e faz da mente um centro dinâmico de percepção direta que não depende mais da imperfeição dos sentidos. Assim conseguimos realmente perceber a Verdade.


Com a prática dos métodos passo a passo da Yoga – sem ter como base a fé cega e sem aceitar resultados emocionais – percebemos que estamos unidos ao poder, à inteligência e à alegria – tudo o que é a essência do nosso verdadeiro Eu.


Em eras passadas, muitas técnicas mais elevadas da Yoga não foram compreendidas nem praticadas, dado o limitado conhecimento que havia das forças regentes do universo. Mas hoje a pesquisa científica está mudando velozmente a visão que temos de nós mesmos e do mundo. O conceito materialista tradicional desapareceu quando se descobriu que energia e matéria são essencialmente uma coisa só: toda substância pode ser reduzida a um padrão ou a uma forma de energia, que interage e se interliga com outras formas. Alguns dos físicos mais renomados de hoje vão além, identificando a consciência como o tecido fundamental de tudo. Assim a ciência moderna está confirmando os antigos princípios da yoga que proclamam que o universo é unidade.


O termo “yoga” significa “união”: união da alma ou consciência individual com o Espírito ou Consciência Universal. Muitas pessoas acham que a yoga se limita a exercícios físicos – os asanas ou posturas que nas últimas décadas se popularizaram no mundo todo – mas este é apenas o aspecto mais superficial da profunda ciência de desenvolver o potencial infinito da mente e da alma do ser humano.


A Yoga tem vários caminhos que levam ao objetivo – cada um é um ramo especializado do mesmo sistema abrangente:


Hatha Yoga — sistema de asanas ou posturas físicas cujo propósito maior é purificar e preparar o corpo para a meditação, proporcionando consciência e controle sobre os estados internos.


Karma Yoga — caminho do serviço altruísta sem apego a ações e resultados, considerando tudo e todos como parte do Eu maior e tendo a consciência de que Deus é o Autor.


Mantra Yoga — interiorização da consciência com japa ou repetição dos sons básicos universais que representam determinado aspecto do Espírito.


Bhakti Yoga — devoção de total entrega; a pessoa se esforça por ver e amar a divindade em tudo e todos, assim mantendo um estado de permanente adoração.


Gyana (Jnana) Yoga — caminho da sabedoria, enfatizando o uso da inteligência e do discernimento para alcançar libertação espiritual.


Raja Yoga — caminho régio ou mais elevado, imortalizado por Bhagavan Krishna no Bhagavad Gita e formalmente sistematizado no século 2 a.C. por Patânjali, sábio indiano, combina a essência de todos os outros caminhos.


No centro do sistema de Raja Yoga, equilibrando e unificando as diversas abordagens, está a prática de métodos científicos e definidos de meditação que desde o início proporcionam vislumbres do objetivo supremo – a união consciente com o Espírito inexaurível e bem-aventurado.


A abordagem mais rápida e eficaz ao objetivo da Yoga emprega os métodos de meditação que lidam diretamente com energia e consciência. A abordagem direta caracteriza a Kriya Yoga, a forma específica de meditação da Raja Yoga ensinada por Paramahansa Yogananda.


Experimentar a divindade na alma, reivindicar a bem-aventurança divina como nossa própria bem-aventurança – eis o que os ensinamentos de Kriya Yoga de Paramahansa Yogananda oferecem a cada um de nós.


A sagrada ciência da Kriya Yoga consiste em técnicas avançadas de meditação, cuja prática regular conduz à união com Deus e à libertação de todo tipo de escravidão da alma. É a técnica régia ou suprema de yoga, a união divina.



Buscar a auto-realização espiritual pela prática das técnicas de meditação iogue ensinadas na Self-Realization Fellowship


"A Autorrealização é o conhecimento - percebido em corpo, mente e alma - de que somos um com a onipresença de Deus, de que não precisamos orar para que ele venha a nós, de que não estamos, meramente, sempre próximos delas, mas de que a onipresença de Deus é a nossa própria onipresença, de que somos parte Dele agora, tal qual haveremos sempre de ser. Só o que precisamos é aperfeiçoar nosso conhecimento."

O nome Self-Realization Fellowship significa união com Deus por meio da Autorrealização e amizade entre todas as almas que buscam a verdade. A estrada da Autorrealização é a via direta que conduz o homem à sua meta suprema: Deus.


Os ensinamentos da Self-Realization Fellowship compreendem os mais elevados princípios morais expressos na prática do "viver com simplicidade e pensar com elevação". Englobam também técnicas de meditação acessíveis, cuja prática diária, conjugada ao dedicado e sincero de conhecer Deus, conduz à experiência pessoal e direta do Pai e Amigo de todos. A Self-Realization Fellowship convida todos os buscadores da verdade a estudar os seus ensinamentos e técnicas básicas de meditação. Ao término de um ano de estudo e prática regular das técnicas, os estudantes que preencherem os requisitos necessários poderão receber a iniciação em Kriya Yoga, a antiga ciência universal de comunhão com Deus. A Kriya Yoga foi ensinada na Índia por Bhagavan Krishna, cerca de 3.100 anos antes da era cristã.


Estude em casa a Yoga da Self-Realization Fellowship


Se você se sente atraído pelos objetivos e ideais da Self Realization Fellowship, está convidado a solicitar as três lições em português que contém as instruções básicas de Paramahansa Yogananda a respeito da prática de meditação iogue. Nestas lições estão incluídas técnicas sagradas que são uma das maiores contribuições da ciência espiritual da Índia ao mundo. Essas técnicas são parte integrante da ciência de Kriya Yoga e são métodos simples e práticos que permite a quem medita transcender a consciência do mundo material e perceber a si mesmo como Espírito imortal.


Além do estudo e da prática diária das técnicas em casa, encoramos você a meditar em grupo com outros buscadores da verdade, trilhando juntos a estrada interna da Autorrealização.


"A meditação em grupo é um castelo que protege tanto os novos aspirantes espirituais, quanto os mais experientes na prática da meditação. A meditação em conjunto aumenta o grau de Autorrealização de cada membro do grupo, pela lei do invisível intercâmbio vibratório do magnetismo coletivo."

Paramahansa Yogananda

"...estou aqui para dizer que a alegria que você procura em sexo, dinheiro, vinho, amor, fama - esta alegria está em seu interior. Você não precisa ir a nenhum outro lugar. Nem precisa mendigar ou bajular Deus; só precisa convidá-Lo."


"É a voz Dele que fala por meu intermédio. (...) Eu falo do Senhor do Universo - o Bem Amado que está à sua espera, chorando por você. Você não imagina o júbilo Dele quando uma alma entra no reino dos céus!"


"A porta para o reino dos céus está no centro sutil da consciência transcendental, nos ponto entre as sobrancelhas. Se vocês focalizarem a atenção nessa sede da concentração, encontrarão tremenda força espiritual e auxílio interior."


"Se vocês seguirem os ensinamentos da Self-Realization que eu lhes trouxe dos Mestres da Índia, poderão encontrar Deus nesta vida. Eu garanto. Comecem agora, antes que a oportunidades se perca e vocês sejam varridos desta Terra."




687 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo